C’est ce coeur qui bat!

C'est ce coeur qui bat!

Recebo todos os dias uma carta, um desenho ou algo criado por elas.
Tenho, no sotão, uma arca muito grande onde guardo tudo. Nela, já estão 6 anos feitas de histórias.
Não deito nada fora.
A Clotilde escreveu-me esta linda carta.

...

"Soluços, soluções
Batem os corações...
E um, dois, três
Bate um de cada vez"


As rimas são da Matilde.

Ouvir, Ler, Escrever

Tio Lobo
Tous ont un jour écouté l'histoire
Tous un jour ont lu la même histoire
Aujourd'hui c'est toi qui la reécris
Demain c'est toi que nous écouterons
Demain ce sont tes livres que nous lirons.

Todos um dia ouviram a história
Todos um dia leram a mesma história
Hoje és tu que a reescreves
Amanhã és tu que ouviremos
Amanhã são os teus livros que leremos.

Poisson d’Avril!


C'est un souvenir de ma petite enfance, des joies, des cris, des rires, des poissons que nous collions dans le dos de celui qui s'y laissait surprendre. Quel bonheur!
Aujourd'hui avec les filles nous avons peint des poissons que nous avons ensuite découpés dans l'attente d'un dos qui veuille bien les accueillir...
Poisson d'Avril, c'etait aussi il y a bien longtemps, lorsque les gens fêtaient la semaine du Nouvel An, entre le 25 mars et le 1 avril.
Poisson d'Avril!

Dona Miquelina



Estou a acabar um avental para uma criança, com túlipas, para apanhar as flores do jardim.
A Matilde escreveu uma pequena história para gente solitária, ela pede publicação da mesma que aqui transcrevo:
"No armário da cozinha da Dª. Miquelina só havia: garfos, facas, copos, tigelas, guardanapos e guardanapos...
Dª. Miquelina vivia isolada.
Todas as noites comia um naco de pão com ovo e bebia leite. Como gostava de ver televisão, là via ela.
Certa noite todos os objectos do armário quiseram fazer uma festa. Bem, aquilo não correu assim tão bem porque falavam todos ao mesmo tempo, gritavam, riam, dançavam, cantavam até que Miquelina acordou e juntou-se à festa. E gritaram para Dª. Miquelina: Já não estás só!"