A festa

A festa Tinha eu 11 anos. Considerava-me uma criança feliz por estar presente nas festas de aniversário dos filhos, amigos dos meus pais. Vivíamos a festa, fazíamos a festa. Exibia orgulhosa um vestido e um lenço a condizer que, com muita paciência a minha mãe coseu a partir de um kit que fazia parte da revista Pomme d'Api, a revista que acompanhou a minha infância. A festa fazia-se sem telemóveis, sem a net (também nem havia) e sem televisão. Éramos muito mais criativos, muito mais comunicativos e muito mais aventureiros em comparação com os jovens de actualmente. Em dia de festa é na cozinha que reencontro um pouco deste espírito. A cozinha como epicentro da festa. Bebe-se um copo enquanto a comida é apurada e as conversas são animadas. E os miúdos, que estarão eles a fazer? Hoje, sou a adulta que encarnou o papel dos meus pais quando eu tinha 11 anos. Hoje, faço eu a festa, a minha festa!

Feliz Dia de Reis!

Feliz Dia de Reis! #galettedesrois Gosto particularmente deste dia. Por ser o fim da época natalícia e o inicio dum novo ano. É um dia feliz, onde na hora do lanche toda a família se junta para beber um chá e comer uma galette. Todos os anos, há uma coroa, um brinde e uma menina debaixo da mesa para indicar a quem pertencerá a fatia. (Este ano, só faltas tu M. mas o Dia de Reis é também quando queremos. Por isso haverá outro dia para partilharmos uma fatia do bolo.) Feliz Dia de Reis!

Que viva a luz!

Que viva a luz! Se 2013 não foi um ano fácil, afasto-me dele como quem sai dum longo túnel e alcança enfim a luz! É Dia de Reis em casa. O 1º domingo do ano. É uma excelente ocasião para celebrar, todos juntos, um dia que se quer tão luminoso. Bom ano!

A Festa da Transumância

Prova de contacto Andava eu a organizar os meus rolos, agora revelados, pronta a passar o dia enfiada na câmara escura, quando deparei com um negativo tirado há precisamente 2 anos, na ida à transumância. Este ano Seia está em Festa. Com "o objectivo de preservar e dignificar a actividade pastorícia e a transumância ainda tão enraizada na comunidade pastoril do território de Seia", ainda será possível seguir os pastores que subirão a Serra da Estrela, no dia 29, com o objectivo de dar a conhecer uma das mais simbólicas actividades do pastoreio. Os rebanhos estarão concentrados no largo da Câmara pelas 8h, indo subindo até ao Sabugueiro. A inscrição para a Festa da Transumância faz-se aqui!

Entrudanças

Entrudanças Entrudanças Entrudanças Habituados aos eventos do Pedexumbo, quisemos conhecer o Entrudanças de Entradas. Fomos dançar, cantar, tocar indo ao encontro do que há de mais profundo neste Baixo- Alentejo. Apesar do isolamento, entendo cada vez mais esta gente tão orgulhosa da sua cultura. Entrudanças faz este ano, 10 anos. A assinalar o Museu da Ruralidade que abriu recentemente as suas portas e que alberga um espólio sobre toda a actividade agrícola e do mundo rural da região de Castro Verde. Retratei Manuel Conceição Silva, filho de camponeses, pedreiro de profissão, que quando se reformou, dedicou-se à arte de reproduzir em miniaturas toda a sua memória da ruralidade. Uma sala é-lhe dedicada. Tivemos o privilégio de o ter pessoalmente na visita guiada! Museu da Ruralidade Museu da Ruralidade Museu da Ruralidade