O Sorteio e a Boa Páscoa

O sorteio e a Boa Páscoa O sorteio e a Boa Páscoa O sorteio e a Boa Páscoa As amêndoas da Páscoa serviram de pretexto para fazer o sorteio de "Tout s'en va, tout se meurt!". Metidas as amêndoas todas, com os respectivos nomes dos participantes no taleigo, ajudada pela minha filha M., esta mão inocente retirou a amêndoa nº 2. A sorte calhou à Sara. Quero agradecer a todos, a qualidade das respostas, muitas das vezes muito profundas e pessoais. Será interessante reler os vossos testemunhos daqui a uns anos, talvez uma década. A depauperação social, educacional, económica, politica, financeira e fiscal é hoje de tal ordem, que é bom saber o que será de nós dentro de dez anos. Se lá chegarmos, claro !!! Desejo a todos uma Boa Páscoa!

Que se lixe!

Que se lixe! Que se lixe! Que se lixe! Que se lixe! Que se lixe! Que se lixe! Que se lixe! Aproveitar o feriado, fazer a nossa própria ponte, faltar um dia à escola, viajar os muitos quilometros, visitar os defuntos, homenageá-los como se deve fazer, seguir os rituais que sempre se fizeram por cá e isto, pelo último ano. Pois, porque para o ano... Para o ano, talvez ainda venha o emigrante, porque fora do país, até as escolas estão de férias, mas a gente de cá, que vive na cidade, cujas raízes são destas terras não mais poderão voltar neste dia tão especial. Não sei se para o ano, verei as campas tão bem iluminadas, vestidas algumas de pétalas espalhadas. Não sei se para o ano, a procissão se fará, porque não sei quem virá. Não sei se para o ano, o comércio ficará mais animado, porque é a gente de fora que faz "mais qualquer coisa" para a economia local. Sei, todavia, que a feira de Travancinha, tão prezada no dia de Todos-os-Santos, passará a funcionar no último fim de semana do mês de Outubro. Não sei se para o ano, Travancinha terá à sua volta as fogueiras que juntavam amigos e familiares, partilhando os famosos torresmos, bebendo jeropiga, castanhas entre as mãos, bem quentinhas, animando a alma de cada um, saudando a vida! Não sei como será para o ano... Que se lixe, fizemos a ponte, homenageámos os antepassados porque são as nossas raízes!

Dia de S. André

S. André S. André S. André S. André Com a abertura da época da colheita da pinha, os homens não vieram hoje trabalhar, somente as mulheres apareceram de manhã para erguer a primeira azeitona. Os restantes dias serão consagrados à apanha apesar do frio gélido que se faz sentir neste imenso vale. Ao almoço, juntamo-nos à comunidade vizinha para gozar a feira do Santo André, uma feira anual também chamada a feira das nozes. Por falar em frutos secos, estou a pensar no bolo de Natal. A Maria propõe um bolo com frutas cristalizadas. Algumas sugestões? Read More