A Dentista

Chez le Dentiste

A Ju quer ser dentista e pintora.
Facto que ela assume com os seus 6 anos.
A Paula, a dentista da familía, tem um consultório fora do vulgar.
Na sala de espera, algumas revistas, nada de televisão mas sim um fundo de música. Na parede, um sol pintado e a correr ao longo dela, algumas flores...
O paciente relaxa.
Quando passamos pelo gabinete, a luz predomina. Cada parede a sua côr, cores fortes, garridas e frente ao doente, este quadro que remata para as quatro estações.
O doente saí daí revigurado.
As crianças querem estar sempre com dores de dentes, assim, claro que sim!

Poisson d’Avril!


C'est un souvenir de ma petite enfance, des joies, des cris, des rires, des poissons que nous collions dans le dos de celui qui s'y laissait surprendre. Quel bonheur!
Aujourd'hui avec les filles nous avons peint des poissons que nous avons ensuite découpés dans l'attente d'un dos qui veuille bien les accueillir...
Poisson d'Avril, c'etait aussi il y a bien longtemps, lorsque les gens fêtaient la semaine du Nouvel An, entre le 25 mars et le 1 avril.
Poisson d'Avril!

Dona Miquelina



Estou a acabar um avental para uma criança, com túlipas, para apanhar as flores do jardim.
A Matilde escreveu uma pequena história para gente solitária, ela pede publicação da mesma que aqui transcrevo:
"No armário da cozinha da Dª. Miquelina só havia: garfos, facas, copos, tigelas, guardanapos e guardanapos...
Dª. Miquelina vivia isolada.
Todas as noites comia um naco de pão com ovo e bebia leite. Como gostava de ver televisão, là via ela.
Certa noite todos os objectos do armário quiseram fazer uma festa. Bem, aquilo não correu assim tão bem porque falavam todos ao mesmo tempo, gritavam, riam, dançavam, cantavam até que Miquelina acordou e juntou-se à festa. E gritaram para Dª. Miquelina: Já não estás só!"

Rima




"No Pinhão encontrei uma Paixão e em cima um grande coração"


Deveríamos ter ido para Asilah em Marrocos passar as férias da Páscoa, mas devido ao mau tempo optámos por ficarmos por cá. Deambulamos pelas margens do Rio Douro, até encontrarmos o Pinhão. A rima da Clotilde nasceu do entusiasmo do passeio. E com ela hei-de fazer um Lenço dos Namorados.