Por trás dos montes

Por trás dos montes
Por trás dos montes
Por trás dos montes
Por trás dos montes

Jamais poderei esquecer o ano de 2016.
Foi um ano muito duro onde fomos postas à prova. Houve muitas emoções e esperanças. Houve fraquezas e uma imensa tristeza.
Desejar manter os meus compromissos até ao fim do ano obrigou-me a sair da minha zona de conforto, a me confrontar com a realidade.
Para poucos dias, mas juntas, porque era isso que importava, fomos a Trás-os-Montes, junto ao Douro Internacional. Viajar fortalece os laços. O foco é único e a partilha é infinita. E tudo ajuda, os amigos, os encontros, os animais, a paisagem, a natureza.
Estou infinitamente grata!

Deixar uma resposta