De pincel na mão

Beja no caderno dum pintor
Toutes les matières sont un prétexte pour dessiner
The perfect day

Bom. Não me lembro quando começou. Talvez quando o céu ficou mais azul e as camisolas, lavadas e dobradas, empilharam-se na arca. Mas lembro-me de sair à rua e quebrar as rotinas. É verdade, também a escola está de férias.
Peguei no caderno, na caneta e nas aguarelas e fiz uns rabiscos.
Passei a ver o que dantes não via, a apreciar o que dantes dizia não gostar.
Todas as texturas são um pretexto para desenhar ou para pintar. Até as formas salientas do corpo a roçar a parede pintada de fresco criaram desenhos na roupa.

Deixar uma resposta