Junho

Como se fosse modista Dans ce petit jardin qui est le mien As primeiras rocas Junho Quase The other one E sem dar por mim, o mês está a acabar. Junho sempre foi um mês intenso em actividades ligadas às plantas aromáticas que só recolherão os seus frutos quando o Inverno chegar. Todas as madrugadas, ou quase, dediquei-me com muita paciência a fazer as rocas de alfazema. Embora o passo-a-passo tenha sido publicado o ano passado, convido-vos a fazê-las porque a alfazema é uma planta com propriedades extraordinárias. Respirar a sua fragrância adocica os dias, no ano todo! Para fugir ao calor das tardes, ou quase todas, recolhida no atelier, andei à volta dos tecidos para fazer umas blusas frescas para cada uma das minhas filhas. É com elas que agora iniciamos o Verão!

De pincel na mão

Beja no caderno dum pintor Toutes les matières sont un prétexte pour dessiner The perfect day Bom. Não me lembro quando começou. Talvez quando o céu ficou mais azul e as camisolas, lavadas e dobradas, empilharam-se na arca. Mas lembro-me de sair à rua e quebrar as rotinas. É verdade, também a escola está de férias. Peguei no caderno, na caneta e nas aguarelas e fiz uns rabiscos. Passei a ver o que dantes não via, a apreciar o que dantes dizia não gostar. Todas as texturas são um pretexto para desenhar ou para pintar. Até as formas salientas do corpo a roçar a parede pintada de fresco criaram desenhos na roupa.

Uma feliz parceria

Uma feliz parceria Uma feliz parceria Uma feliz parceria À frente da marca Montanhac estão a Joana e o Paulo, um simpático casal que um dia tiveram a ideia de criar uma parceria com a Cooperativa Oficina de Tecelagem de Mértola. Sobre a pele duma mala ou duma mochila, uma bolsa foi aplicada. Tecida em lã pelas tecedeiras da vila, a bolsa reproduz os famosos padrões das mantas alentejanas. Todas as iniciativas são para serem louvadas sobretudo quando se trata dum projecto nascido em Mértola, com o cuidado devido em salvaguardar as tradições. A produção fotográfica é caseira. O meu contributo para o pontapé de saída desta nova marca. As malas serão apresentadas na Feira Internacional de Artesanato (na FIL de 25 Junho a 3 de Julho) no stand da tecelagem de Mértola. Montanhac tem uma página aqui. Divulgar também é uma forma de ajudar. Em Lisboa ou em Mértola, apareçam!

O Cró da Osga

O cró da osga Posso jurar, li algures no livro Dobra - Poesia Reunida de Adília Lopes que a osga faz cró. Mas agora que procuro o som da osga, não encontro a página. Nunca tive tempo para as osgas. Porém, vendo agora uma no tecto arranjarei tempo para procurar no livro da Adília o grito da osga porque, como ela apontou é parecido com o ruído do computador a engolir a disquete. Não sabia que a osga grita. Não sei se alguma vez, alguma gritou ao pé de mim porque não me lembro de tapar os ouvidos ou ficar perturbada. Mas é verdade, nunca tive tempo para as osgas. Dobra - Poesia Reunida de Adília Lopes Assírio & Alvim