A roca de alfazema

A roca de alfazema

Não dispenso uns pés de alfazema. É uma planta que me fascina pela sua forma, a sua cor, pelo seu volume, o seu perfume e até a azáfama das abelhas e o som que elas produzem. São as memórias da minha infância que surgem cada ano nesta época. As rocas permitem prolongar estas memórias durante o correr das estações, perfumando gavetões e armários. Trazem sol em dias de chuva e de frio.
Fazer uma roca é relativamente simples. Requer paciência e a vontade de a fazer. Não há idade e ainda é melhor se fizerem participar os mais jovens nessa tarefa.

A roca de alfazemaA roca de alfazema
A roca de alfazema
A roca de alfazema
A roca de alfazema

A receita

É preciso colher a alfazema na altura em que se fará a roca porque, uma vez seca, já não é flexível. Escolher uma quantidade de ramos, cuja divisão por 2 dê um numero impar (ex: 38:2=19).

Limpar o caule e juntá-los para formar um ramo. Atar juntamente com a extremidade da fita escolhida, com o fio do norte.

Para fazer as duas ou três voltas seguintes com a fita, utilizo um copo colocando o ramo do avesso e vou baixando o caule da alfazema em redor do copo. A seguir, pego na fita e vou tecendo dois a dois os ramos (a fita passa, ora para cima, ora para baixo).

Após as primeiras voltas terem sido dadas, pego na roca, abato os ramos encerrando as flores, aperto a fita e continuo a dar as voltas necessárias até sentir que toda a alfazema ficou presa no seu interior e dou um nó.

Após uns dias, a alfazema ao secar pode encolher e por vezes é necessário esticar a fita trançada. Para isso, basta desfazer o nó e voltar a ajustá-lo.

9 comments on “A roca de alfazema

  1. Sónia Salgado

    Muito Lindo… para o ano quando plantar alfazema também vou fazer… a minha filha mais pequena disse: “mãe gostaria de fazer isto”. Lindo para fazer com elas. Obrigada pela partilha :)

    Reply
  2. Pingback: Wish Wedding - Isadora + Fred - The Destination Blog

  3. Pingback: Wish Wedding - Isadora + Fred - The Destination Blog

Deixar uma resposta