“Não são defeitos, mas feitios”

"Não são defeitos, mas feitios"
"Não são defeitos, mas feitios"
"Não são defeitos, mas feitios"

O ano passado tinha-lhe feito uma almofada. Este ano, decidi-me por acabar a tão esperada manta.
Tudo porque ao regressar à Residência de Estudantes da M., deparei com uma chita a fazer a vez de colcha. O mesmo padrão usado num dos retalhos.
5 anos.
5 anos entre ter acabado o patchwork e acolchoá-lo.
Um patchwork de diversos tecidos, de várias épocas, de várias origens.
Assumo a falha de tinta na altura da impressão do padrão da chita que apliquei orgulhosamente tanto no direito como no versão da manta. As imperfeições têm encantos, ao menos para mim: “Não são defeitos, mas feitios”!

5 comments on ““Não são defeitos, mas feitios”

  1. Tânia

    Que bonita! Sabe o que me fez lembrar? A Igreja de São Roque! OS mármores de diferentes cores! Está linda! E gosto muito da colecção de xitas! Parabéns à mãe, e também à filha, que apreciou o tecido!

    Reply

Deixar uma resposta