A Honra

Rega a tua vida na a acabes

A vida dele até estava bem regada para os seus mais de 70 anos.
Era uma pessoa culta, interessada, extremamente amável e sempre militou pelas causas nobres do Homem e da sociedade.
Se estivesse vivo, teria ido hoje a julgamento por, alegadamente, ter roubado dois baldes de areia.
Preferiu acabar com a vida, do que perder a Honra.

5 comments on “A Honra

  1. João

    É o paradoxo da nossa sociedade actual: dum lado um Homem com Honra e Dignidade que prefere suicidar-se a ver manchada a sua Honra. Rarissimo pelos tempos que correm …
    Por outro lado, toda a corrupção, roubalheira, mentiras, vilanias, iniquidades de politicos e não só, que continuam impávidos e serenos, pior ainda, sem ninguém lhes tocar (a Justiça).

    Reply
  2. João Pedro Campos

    Sigo esporadicamente o que escreve e tendo eu três filhos, deixa-me sempre (quase sempre) com um sorriso nos lábios.
    Em abono da verdade, já Manuel Laranjeira, em carta a Unamuno, dizia: «Em Portugal chegou-se a este princípio de filosofia desesperada – o suicídio é um recurso nobre, é uma espécie de redenção moral. Neste malfadado país, tudo o que é nobre suicida-se; tudo o que é canalha triunfa.»

    Reply
  3. ana v.

    Num país em que se rouba a torto e a direito e ninguém é julgado levar um homem Honrado a tribunal por supostamente ter roubado 2 baldes de areia é Crime.

    Este homem não se suicidou foi assassinado.

    Reply

Deixar uma resposta