“Tam-Tam” na Aldeia

"Tam-Tam" na aldeia
"Tam-Tam" na aldeia
"Tam-Tam" na aldeia

Perdi no sábado, após ter ido às compras ao mercado da vila, as chaves do carro.
Não demorou muito para me aperceber do sucedido.
Rondei o carro.
Revirei a casa, o lixo.
Sábado passou, nada!
Domingo de manhã, corri os cafés. Contei a minha história.
Não tardou, fez-se “tam-tam” na aldeia.
Houve quem fizesse uma “encomendação”. E eu, a reviver os passos depois de ter devidamente trancado o carro e deitar uma garrafa de plástico no ecoponto. Imaginava-me esvaziando aquele monte de lixo à procura das ricas chaves.
A tarde passada ao sol, num verdadeiro dia de Primavera entre amigos, deu ânimo à busca. Voltava à noite, munida dum íman com um braço para facilitar a procura.
Esta manhã, seguindo o conselho de quem sabe, porque há quem perde frequentemente as coisas, fiz 3 evocações à “pichinha de Pilatos” atando com 3 nós um lenço ao pé duma cadeira.
Decorridos pouco minutos, encontrei as chaves.
A encomendação estava certa: “as chaves não estão perdidas, estão no meio de panos ou mantas”.
Pois, não estavam no ecoponto que de manhã ainda esventrei.

No café, ecoaram muitas risadas e alegria!

0 comments on ““Tam-Tam” na Aldeia

  1. ana v.

    Fantástico. Há tempos essa encomendação tinha-me dado jeito. Tb perdi as chaves estive quase a vazar os ecopontos tinha a certeza, achava eu, que as tinha levado na mão quando tinha ido ao lixo. Afinal estavam no bolso do casaco que tinha rejeitado para sair naquele dia e trocado por outro. Mas o stress foi muito.

    Reply
  2. Luís Santos

    Loooollllll ! A minha querida avo tambem fazia muitas vezes o pilato quando perdia-mos algo, lembro tão bem, ainda me lembro dela a recitar a oração.
    pilato pilato enquanto ( dizia-se o que se pretendia) a picha não te desato.
    loolll, é bem comica esta oração mas muitas vezes resulta

    Reply
    1. mamanxuxudidi

      Olá Luís, a minha vizinha mandou fazer a encomendação a uma senhora. Esta concentrou-se e disse que “as chaves não estavam perdidas e menos ainda no ecoponto. Estariam entre panos ou mantas”. Passados dois dias, já desesperada invoquei a “pichinha de Pilatos”. Aqui deixo o passo a passo: enquanto se ata o primeiro nó do lenço no pé duma cadeira diz-se ” Pichinha de Pilatos, enquanto não encontrar as minhas chaves, não desato este nó”. Faz-se 3 nós bem apertados repetindo a oração em cada nó.
      Tinha uma pessoa de família que era muito engraçada. Quando perdia algo (o que era frequente) invocava o Santo António. Beijinhos :)

      Reply
  3. Teresa Correia

    Essa não sabia.
    Na minha família corre o “responso de Santo António” . Tem de se dizer a oração toda sem qualquer engano (senão há que recomeçar tudo de novo) e atar o lenço à perna da cadeira.
    E não é que funcionou há quinze dias quando o meu companheiro perdeu a carteira???!!
    Há mais de 2 anos que visito este blog… gosto muito! Um beijinho

    Reply

Deixar uma resposta