A babysitter casou

A babysitter casou
A babysitter casou
A babysitter casou
A babysitter casou
A babysitter casou

Há 10 anos atrás, a N. era a babysitter da casa.
Mais tarde veio a emigrar, para estudar no estrangeiro.
O namorado, por amor, seguiu-lhe o rasto e estabeleceram-se lá fora.
E, como a maior parte dos emigrantes, voltaram para casar.
Longe de seguirem as tradições da terra, recriaram um misto do que se vive para além fronteira. Houve praxes de tradições variadas ao som das línguas europeias.

Uma “paródia” do amor no mundo globalizado!

A babysitter casou
A babysitter casou
A babysitter casou
A babysitter casou

Deixar uma resposta