Um pouco de Aventura

Um pouco de aventura Um pouco de aventura Um pouco de aventura Um pouco de aventura Um pouco de aventura Um pouco de aventura É para o meio do Oceano, no arquipélago dos Açores, que partimos em família, há uma semana, viver um pouco à aventura. Com uma ida e volta confirmada na Terceira e um porto de abrigo na bela Angra do Heroísmo, a nossa ideia é explorar as ilhas, ao nosso ritmo, ao sabor da viagem, sem programa pré-definido. Uma primeira oportunidade, neste tipo de viagem, para as crianças que já se revela bem enriquecedora. De mochila às costas, fomos da Terceira até São Miguel pelas vias marítimas. Onde vamos somos calorosamente acolhidos. Simplicidade, honestidade e confiança espontaneamente manifestada pelos açorianos, espanta-nos a todos em cada dia. A paisagem é única, de um verde viçoso. Não tarda, vamos iniciar uma outra viagem com destino às Flores e um regresso previsto à Terceira passando pela Graciosa. Vamos passar a nossa primeira noite em pleno mar oceânico!

A babysitter casou

A babysitter casou A babysitter casou A babysitter casou A babysitter casou A babysitter casou Há 10 anos atrás, a N. era a babysitter da casa. Mais tarde veio a emigrar, para estudar no estrangeiro. O namorado, por amor, seguiu-lhe o rasto e estabeleceram-se lá fora. E, como a maior parte dos emigrantes, voltaram para casar. Longe de seguirem as tradições da terra, recriaram um misto do que se vive para além fronteira. Houve praxes de tradições variadas ao som das línguas europeias. Uma “paródia” do amor no mundo globalizado! Read More

Viver a praia

Untitled O homem das conquilhas Untitled HipstaPrint A menina peixe Não quereria uma praia só para mim. Preciso de me cruzar com aqueles que fazem deste lugar uma praia viva. Saúdo o homem das conquilhas que tanto me inspirou, saúdo os pescadores em geral e a menina que quiz ser peixe por um dia!