Um ano depois

Um ano depois
Novo projecto

Posso afirmar que desde o primeiro contacto até à sua instalação, o projecto de ter grades no sobrado durou um ano. No dia 1 de Maio, o ferreiro veio montar uma das duas grades, já que a segunda não coube à primeira!
O projecto com as grades era recuperar os materiais da região. Baseada na ideia das camas de ferro, usando estructuras, formas próprias daqui.
Pelo desinteresse e falta de procura, há profissões que vão morrendo. E a do ferreiro não morre, mas está moribunda.

ferreiro
ferreiro
ferreiro

0 comments on “Um ano depois

  1. jubela

    No vale do paiva também temos um artista deste género. Descobrimo-lo sem querer porque reparamos que a aldeia era toda rica em portões lindissímos e únicos. São tesouros! :)

    Reply
  2. glaucia

    que linda! é realmente uma pena que profissões como esta, que valorizam o fazer com beleza estejam desaparecendo em favor de uma praticidade muito sem graça. no brasil está acontecendo o mesmo.

    Reply

Deixar uma resposta