D. Ana

D. Ana
D. Ana
D. Ana
D. Ana

Não sei explicar a natureza humana, mas há pessoas a quem me sinto ligada por um simples sorriso, um gesto, um Bom Dia!
Quando me cruzo com a D. Ana, ela pára, coloca o cesto no chão, ajeita o lenço e tira os óculos porque já sabe que vou tirar umas quantas fotografias.
Diz que é vaidosa, mas gosto dela assim!

0 comments on “D. Ana

Deixar uma resposta