Um lugar muito feminino

Um lugar muito feminino
Um lugar muito feminino
Um lugar muito feminino
Um lugar muito feminino
Um lugar muito feminino

Aprendi este fim de semana a abrir cancelas. Reencontro a liberdade de poder caminhar livremente. Atravesso os campos, cruzo-me com vacas, ovelhas e deparo-me com um lavadoiro. O lavadoiro da minha aldeia.
Voltei lá no dia seguinte, trazia comigo testemunhos, histórias de mulheres, muitas, jovens e outras não tanto, carregando alguidares de zinco de roupas por lavar. Havia filas. Demorava-se neste lugar.
Enquanto a roupa enxugava nas pedras quentes ou estendidas na corda, elas falavam, cantavam.
Os burros acompanhavam às idas, transportando, no regresso, àgua do poço. Um bem tão precioso.
O lavadoiro daqui em nada se compara com os do Norte. Não há tanque. Dá-se à manivela, a água jorra na torneira que enche o alguidar vezes sem conta, necessárias para uma roupa bem lavada.

Hoje, ninguém passa por là. Recuada da aldeia, muito para baixo, ao pé dum barranco.
Fechei a cancela, voltei para a aldeia que cheira a roupa lavada. Roupas estendidas nas ruas, às portas das casas.

Um lugar muito feminino
Um lugar muito feminino
Um lugar muito feminino
Um lugar muito feminino

0 comments on “Um lugar muito feminino

  1. Karoline Nogueira

    Olá! Estou lendo seu blog desde ontem. Cheguei a ele procurando por ideias a fim de documentar um período que passaremos num sítio, gostei imenso de suas fotos, são maravilhosas, naturais, tem uma personalidade forte. Não cheguei ao flickr ainda, mas gostaria de saber que tipo de máquina usa.
    Abraços. K.

    Reply
  2. Ricardo

    Tenho umas fotos tiradas aí de quando fiz um trabalho sobre um atelier de tecelagem de mértola, para a cadeira de arte popular.

    Reply
  3. Nélia Correia

    Na aldeia onde cresci (Moreanes, Mértola) ainda existe 1 lavadoiro parecido a esse. =) Com 2-3 anitos, cheguei a ir lá com a minha mãe. Enquanto ela lavava a roupa, eu entretinha-me a chapinhar na água (pelo menos é o que ela me conta). <3

    Beijinhos. * É bom passar por aqui.

    Reply
  4. Tiphaine

    Adoro essas fotografia, e esse ligar de mulheres onde falavam da vida, dos filhos, dos homens…. eu acho que vez em quando esses momentso que eram “obrigatorios” fazam falta no dia a dia de hoje…..aprender das mais velhas, sorir das mais nova…

    Reply
  5. Joana

    Obrigada Diane. Já passou algum tempo desde que conheço o seu blog, que sigo quase a diario, e nunca tinha tido “coragem” de comentar. Mas este tema deu a “coragem” aos dedos para deixar o comentario! Obrigada pelas fotos, adoro descobrir estes “lugares”. Adoro ver as suas fotos e a luz que têem. Estas mais ainda!

    Reply

Deixar uma resposta