O caderno

O caderno
O caderno
O caderno
O caderno

Apesar de não ser uma grande apreciadora de sobremesas açucaradas, a C. fez uma nova escolha quanto a uma futura profissão: gostaria agora de ser pasteleira.
Ontem vasculhou na net a receita do bolo de bolacha que adoptou e logo executou.
Uma verdadeira delicia e por essa razão fiz questão de integrá-la no livro de receitas da família, um caderno que estimo muito, feito no Porto há já muitos anos, na Papelaria Azevedo.

0 comments on “O caderno

  1. Luís Santos

    Hummmmm! Tão Bom! Sei que engorda, mas é o meu bolo preferido. Que pena não estar ai para comer uma fatia. Também costumo fazer, mas na maior parte das vezes uso pudim, não é a mesma coisa mas não engorda tanto lol. Parabéns Coltilde! Está com um optimo aspecto.

    Reply
  2. claudia ribau

    Mas que bonita profissão! esse foi o bolo preferido da minha infância e esses cadernos eram uma tentação… apetecia trazer todos assim como os papeis de encadernação. Parabéns para esse docinho de menina.

    Reply
  3. ao sabor da cor

    ai, ai, ai, que tentação! Apesar de tudo, Clotilde eu estou contigo na parte de gostar muito de fazer sobremesas e especilamente pastelaria. Não estou contigo naquela parte de não as comer. Confesso que preferia ser como tu. Beijinhos

    Reply
  4. vera joão

    Aprendi com a minha avó esta receita, mas não ponho açúcar nenhum no café, e depois de o barrar com o resto do creme forro-o com coco ralado e farripas de chocolate amargo (na versão da minha avó). Também fica bom!

    Reply
  5. joanasoares

    Hum!… a minha receita preferida desde miúda!
    Boa Clotilde! Continua!
    A minha mãe também tem um caderno de receitas da família, que foi iniciado pela minha bisavó! É um verdadeiro tesouro!
    Bjs
    Joana

    Reply

Deixar uma resposta