Au revoir

Au revoir
Au revoirAu revoir
Au revoir

Hoje voltaria a escrever estas mesmas palavras.
Sou como uma criança no cais de embarque. Vejo os meus pais irem após uma semana junto de nós. Viram o mar, calcaram a serra, abraçaram as netas, mimaram-me sobretudo. Na hora do au revoir, mudam-se os lugares, as estações mas o sentimento é inalterado.
Subescrevo, não gosto de despedidas!

0 comments on “Au revoir

Deixar uma resposta