Trouxas Matongé

A nossa passagem pela Carrasqueira anunciava o fim do nosso périplo pelo Alentejo.
Achei que era um poiso certo para apresentar a minha nova colecção de trouxas, mais complexa que no ano anterior.

Gosto de ter as mãos livres.
Não gosto de fechos adicionais mas também não gosto duma mão furtiva.
Penso ter conseguido esta pequena proeza num saco reversível (apetece-me dizer 2 em 1), todos eles feitos com tecidos africanos.
Seguram-se ora no punho, ora no ombro, consuente o tamanho.
Estarão todos expostos no próximo fim-de-semana (sábado e domingo), no Jardim da Estrela em Lisboa.
Conto convosco!

One comment on “Trouxas Matongé

Deixar uma resposta