Tio Lobo

Há 4 anos atrás, quando se iniciou a fantástica iniciativa “Livros Andarilhos” (já falado aqui), levei para essa noite o livro Tio Lobo de Xosé Ballesteros com as ilustrações de Roger Olmos.
Lembro-me de na altura, sentada na cadeira, com o livro aberto para o pequeno público, partilhar uma das muitas histórias que costumava contar às minhas filhas antes de adormecer.

Ontem, na sede do agrupamento escolar e pela primeira vez no 1º ciclo, nasceu um projecto similar “as palavras também brincam”. Apesar da relutância de alguns pais, ainda houve público.
Tal como da primeira vez na escola da nossa aldeia, levei o mesmo livro e com os anos e a experiênça de ver contar histórias por pessoas mais qualificadas nesta àrea, teatralizei, contando, lendo.
O público adorou. A nossa pequena J. agradeceu, orgulhosa.

“Quando anoiteceu, Carmela meteu-se na cama debaixo de sete mantas, e esperou.
Pouco depois, do lado de fora da casa, ouviu-se uma voz:
– Carmela, sou o Tio Lobo, e vou coMER-TE!”.

Das sete mantas, juntei os retalhos da primeira manta e não tarda vou começar a alcochoá-la!

Tio Lobo
conto popular adaptado por Xosé Ballesteros
Ilustrações de Roger Olmos
Kalandraka, 2003

Deixar uma resposta