Dresden plate

Gosto muito da introdução dos seus workshops porque nos situa no tempo. O patchwork tem uma história e com ele faz história.
Sobre o “dresden plate”, a Rita explica que se trata “dum bloco tradicional de patchwork muito popular nas décadas de 20 e 30 do séc. XX…
… O nome vem da cidade alemã Dresden, de onde eram originários pratos de faiança da era vitoriana que tinha várias ilustrações em forma de pétala.”

Foi só pôr em práctica o que foi ensinado.
O “dresden plate” é uma técnica muito original e versátil. A longo prazo, projecto uma capa de edredon mas para já, estou a acabar uma almofada que também será uma prenda e este taleigo cujas pétalas foram aplicadas em cima dum linho/algodão. Gosto muito do resultado, mais sóbrio que os últimos taleigos e levo-o comigo para o Jardim da Estrela em Lisboa.
Apareçam!

Deixar uma resposta