Sem linha, sem agulha

Pegou na camisa de dormir e deu-lhe nova vida. Uma reciclagem ao destino que eu estava a conferir-lhe como pano para o pó. A J. decidiu de outra forma.
No sábado, passou a tarde a vestir umas bonecas. Com o que lhe sobrou, no domingo, realizou um top para ela. Sem linha, sem agulha, há pormenores de nós que dão um toque ao modelo do vestuário.
Orgulhosa, ainda alterou a cor original para uns efeitos de texturas.
E assim andou.
O que será no dia em que pegará na linha e na agulha?

One comment on “Sem linha, sem agulha

  1. PipaII

    A minha avó era costureira e eu passava os dias nisto, a vestir bonecas com bocadinhos de tecidos; bons tempos….

    Reply

Deixar uma resposta