La couette

Não sei traduzir o nome. Não é um edredom porque não é alcochoado, mas tem penugens de ganso enfiadas num imenso quadrado que lembra o volume dum “pouf”.
A “couette” era muito usada em França, sobretudo no campo. O lugar dela era da cintura para baixo por cima dos lençóis e cobertores. Caíu em desuso nos meados do Século XX. O edredom veio revolucionar os hábitos e facilitar a vida na arte de saber fazer as camas.
A “couette” tem uma capa. Esta foi feita pela minha mãe, nos anos 70. A ideia veio daqui.

Abri as portas do sotão. Arrumou-se a roupa de Verão, tirou-se a roupa de Inverno. A “couette” arrejou. Há que fazer o inventário para melhor nos defendermos do frio da Serra.

Comecei umas meias em jacquard inspirada na revista 100 Idées, com umas lãs compradas aqui.

Deixar uma resposta