Conservar (II)

A Dona E. bateu à porta para me oferecer uns bons quilos de morangos. Foram tantos este ano e eu contente por voltar a fazer mais uns doces porque o Inverno é sempre longo e que a época deles é muito curta.

Aproveito a ocasião para apresentar outra maneira de conservar os doces.
Este método é também simples e ao contrário do outro, o método de conservar faz-se a frio. Traz uma grande vantagem porque pode verificar-se imediatamente se o doce está feito e no caso de estar ainda muito líquido, voltar a cozê-lo.

Quando o doce está pronto, deve-se colocá-lo de imediato no frasco e deixar arrefecer toda a noite, protegido por um pano bem limpo.
Na manhã seguinte, derreto a parafina em banho-maria, lentamente (é um produto inflamável) e a quente, verto sobre o doce formando uma espessura de meio centímetro.
Quando a parafina arrefece, ela solidifica-se e forma naturalmente um tampo hermético.
Para melhor proteger a parafina do pó, podemos colocar um tecido ou um papel.

Para consumir o doce, basta colocar o dedo numa das extremidades do tampo fazendo uma ligeira pressão e a parafina sai.
A parafina é reutilizável, por isso ela é recuperada e lavada.

2 comments on “Conservar (II)

  1. Pingback: Conservar (V) « XuXudidi et plus encore

  2. Pingback: jam and ice cream making | Susana C. Galli Blog

Deixar uma resposta