É tempo!

A C. veio almoçar a casa.
Uma pausa nas tarefas a que a época nos obriga e em que sabe tão bem estar no jardim.
Momentos privilegiados em que pai e filha exercitam os dotes do jogo de xadrez, porque é preciso praticar para arranjar estratégias na vida. Aprendizagem lenta, mas acreditamos ser também um exercicio mental e uma excelente escola.

Do jardim, não vejo o fim, mas vou fazendo, dando prioridade à apanha das cerejas, antes que os pássaros as comam, o mesmo para os morangos.
Colhi igualmente o estragão para secar.
E a ciboulette é tanta que fará um bonito ramo, como as do ano passado.

Deixar uma resposta