Do Céu

O olhar da C. iluminou-se quando percebeu que ía fazer um voo nocturno “no meio de um céu estrelado” como ela declarou.
O Boeing 747 descolou de Amsterdam e, na linha do horizonte, um pôr do sol espalhado pelo infinito… as horas foram passando sem nunca termos dado pela noite porque a madrugada já despontava. Pareceu uma eternidade.
O sol não veio. Um céu carregadíssimo até a noite cair sobre Xanghai.

Pelo sim, pelo não, tivemos de preencher um inquérito sobre o nosso passado recente e o futuro próximo por causa da epidemia da gripe A(H1N1).
Não escapámos à medição da temperatura.

Xanghai é uma cidade em constante movimento quer seja de dia como de noite. A nossa primeira noite vai ser servir para reorganizar os fusos horários.

Devido ao facto da China ser um país de regime autoritário, não consigo aceder directamente ao meu blog.
Para consultar as fotos, basta ir ao flickr.
Apesar de hoje ter conseguido escrever, podem passar dias sem que eu consiga aceder ao blog novamente… voltarei a publicar novidades assim que possível. Até breve

One comment on “Do Céu

  1. Pingback: Na 29 « XuXudidi et plus encore

Deixar uma resposta