Conservar (I)

Este primeiro método de conservar aplica-se somente aos doces.
Digo, os doces e não às geleias ou outros tipos de métodos de conservar legumes ou frutas em caldas. Voltarei a falar deles durante o Verão.

O método mais simples, consiste na reutilização de frascos de vidro de recuperação.

Os frascos terão de estar prontos, ante da confecção do doce, esterilizados e secos.
É importante prever o número de frascos necessários; um quilo de fruta e um quilo de áçucar representam mais ou menos um quilo e setecentos gramas de doce.

Um frasco mal lavado pode originar bolor ou podridão.

Quando o doce está pronto e ainda quente, enchem-se os frascos até ao topo, com a ajuda duma concha em metal inoxidável.
Limpar o bordo com um pano limpo e seco.
Colocar a tampa e virar os frascos de “pernas para o ar” até o seu completo arrefecimento, para desta forma, criar um vácuo.
O volume do doce diminuirá ligeiramente.

Para as geleias, o processo é idêntico, enchem-se os frascos a quente mas fecham-se a frio.

Estes frascos conservam-se ao abrigo da luz, numa arrecadação ou num armário.

Utilizo este método para sobretudo oferecer os doces aos amigos, porque é muito fácil para transportar.
Na arrecadação, ainda tenho uns poucos frascos de doce de laranja amarga do ano de 2006.

O método que mais aprecio tem mais a ver com a estética, pois tenho uma admiração por frascos antigos de doces do século XIX. Mas em breve voltarei a falar neste outro método de conservar.

E porque vejo os frascos de “pernas para o ar” partilho convosco o paper piecing que vou levar amanhã para o workshop da Rita. Estou curiosa de saber como se acolchoam estes hexágonos!

2 comments on “Conservar (I)

  1. Pingback: Conservar (V) « XuXudidi et plus encore

  2. Pingback: Almofada & Melancia « XuXudidi et plus encore

Deixar uma resposta