Reis e Rainhas

Galette...

De baixo da mesa, uma das crianças com o seu ar malandro irá indicar a fatia de Bolo Rei que caberá a cada um de nós.
Bom, não é bem um Bolo Rei, é antes uma “Galette des Rois”. Uma deliciosa massa folhada recheada de “frangipane”. Dentro da “galette” esconde-se um brinde, que em francês chamamos de “fève”, feita em porcelana.

Os “favophiles”, assim são chamados os coleccionadores francófonos, têem em França, um museu onde se pode ver peças muito bonitas.

Cada um de nós vai apreciando a sua fatia até que o brinde seja descoberto pela rainha ou pelo rei que por sua vez escolherá o seu par.
São coisas da minha infância, pequenas tradições que mantenho porque são coisas de crianças.
A “Galette des Rois” é antes de tudo um acto sociável. São amigos que vêem a casa partilhá-la.

Mas lá fora o Dia dos Reis tem outras histórias.

Rei ou...

O Dia dos Reis, no mundo cristão ortodoxo que ficou ligado a Constantinopla, corresponde ao Natal dos católicos: os espanhóis mantiveram essa tradição.
Muitos historiadores afirmam que o verdadeiro nascimento de Jesus foi a 6 de Janeiro e não a 25 de Dezembro.
Mais uma confusão das religiões!
Infelizmente no mundo de hoje, por esse mundo fora, uma festa familiar transformou-se numa festa escandalosamente consumista para uns, frustante para quem não tem nada nesta sociedade de desigualdades.

One comment on “Reis e Rainhas

  1. Pingback: A coroa do meu rei « XuXudidi et plus encore

Deixar uma resposta