Nazaré

As ceroulas

Sou grande.
E desde que vivo em Portugal foi sempre um bicho de sete cabeças para encontrar calças que chegassem até aos tornozelos.
Verdade seja dita, nunca precisei de fazer baínhas!

Regularmente, de dois em dois anos e desde há tanto tempo, vou até à Nazaré.
Sempre de Inverno, quando faz bom circular livremente sem congestionamente nas ruas sinuosas da cidade, que de resto, mal conheço.
Acabo por ir sempre ao mesmo lugar, à “Casa dos Escoceses” onde perco o tempo na escolha do novo padrão de lã escocesa para a confecção das ceroulas.
Eram as ceroulas que os pescadores da Nazaré utilizavam para pescar.
Quentes e confortavéis, rendi-me!

As ceroulas

Há uma semana recebi-as juntamente com a camisa que eles utilizavam e que vou usar com uma gola alta por baixo.

A camisa

Na occasião da ida para là, fomos descobrir a nova Biblioteca Municipal onde estava a decorrer uma pequena exposição de fotografia de Artur Pastor.
A Nazaré fora sempre uma fonte de inspiração para os inúmeros fotógrafos que ali passaram como Edouard Boubat, Jean Dieuzaide, Stanley Kubrick.
A nazarena ainda hoje passeia com as suas saias, mais curtas é certo!

Para quem como eu gosta de calças escocesas ou simplesmente dos escoceses para diversas confecções, aqui deixo o contacto deste comércio tradicional que tenta lutar contra a maré dos lanifícios.

Casa dos Escoceses
Praça Dr. Manuel de Arriaga, 16
2450-160 Nazaré
Tel: 262 553 422


Gouache d’Emile Gallois, le Costume en Espagne et au Portugal
Paris, 1935
Edition H. Laurens

2 comments on “Nazaré

  1. Pingback: Pequenos prazeres « XuXudidi et plus encore

  2. Pingback: A Casa dos Escoceses | XuXudidi et plus encore

Deixar uma resposta